Prefeitura de Caraguatatuba alerta população sobre combate a dengue

0

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) divulgou a Avaliação de Densidade Larvária (ADL) do município em 2017. Foi registrado uma queda neste índice, que foi de 2,5 para 2.

Fotos: Luís Gava/PMC

De acordo com o coordenador do CCZ, Ricardo Belafronte, a queda ainda não é significativa, uma vez que a cidade ainda se encontra em estado de alerta, segundo a escala do Ministério da Saúde. “Convoco toda a população de Caraguatatuba para combater o Aedes aegypti. Não deixem água parada em vasos de plantas, baldes, garrafas, pneus. Sempre fiscalizem a casa. Nós não podemos relaxar, senão a dengue vai voltar em peso neste ano”, afirmou.

Para Belafronte, o ADL é fundamental para entender em quais regiões é necessário realizar um trabalho específico. “O ADL consiste na estimação dos níveis de infestação de uma determinada área geográfica, num dado momento. Ele obtido mediante  amostragem de imóveis para obtenção destes índices. Deve ser utilizada como fonte de informação para direcionamento das ações de controle nos locais avaliados”, disse o coordenador do CCZ.

O ADL tem três divisões de avaliação. Satisfatório, de 0 a 1; estado de alerta 1,1 a 3,9; e situação de risco, acima de 4. Apesar de Caraguatatuba encontrar-se num nível de alerta, em 2017 ocorreram apenas 13 casos de dengue, enquanto em 2016 houve 68 casos e em 2015 outros 5.041 casos.

Controle de pernilongos e borrachudos

A Prefeitura de Caraguatatuba realizará uma intensificação no combate aos pernilongos e borrachudos a partir do dia 29 de janeiro, com aplicação de larvicida e limpeza de terrenos com criadouros.

Publicado em Saúde