Esta suspenso o consumo de mexilhões, devido a passagem das Algas Tóxicas

0

Devido à passagem de algas tóxicas trazidas por uma corrente temporária no litoral, a secretaria municipal de Meio Ambiente de Caraguatatuba suspendeu o consumo de mexilhões no município. Os estados de Santa Catarina e Paraná já suspenderam a comercialização do molusco. A medida foi tomada em caráter preventivo e em conjunto com a Associação dos Maricultores da Cocanha. De acordo com o secretário Auracy Mansano, a corrente está sendo monitorada juntamente com a Cetesb. “Estamos enviando amostras do nosso cultivo e da água para laboratórios oficiais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, informou. Os sintomas da intoxicação do alimento por esta “corrente temporária” são diarreias, vômitos e náuseas. Conforme Mansano, ainda não há como informar em quanto tempo a situação estará normalizada para a comercialização da atividade. “Assim que as correntes passarem e não houver mais riscos de contaminação pelo consumo, a população será avisada.” O secretário de Meio Ambiente disse que a contaminação do marisco é temporária. “Todos podem ficar tranquilos, pois os mexilhões (animais filtradores) não são afetados permanentemente pelas toxinas. Com o tempo eles se purificam e acabam ‘engordando’ com essa alta quantidade de nutrientes”, explicou.

Published in Saúde