O 20º Festival do Camarão deste ano será realizado, até o domingo 16 de julho na Praça da Cultura, no Centro. A expectativa da Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba – uma das organizadoras do evento junto com Prefeitura e a Comunidade Pesqueira da Praia do Camaroeiro é que mais de 50 mil pessoas passem pelas instalações do evento nos cinco dias de festa, que conta com 9.000 m² de área total, sendo 1.800 m² da praça de alimentação e 300 m² de artesanato local.

Criado em 1998, com o propósito de ser fonte de renda para a comunidade pesqueira, com exclusividade aos pescadores de camarão do entreposto de pesca da Praia do Camaroeiro, o Festival do Camarão reúne os saberes da tradição local, não somente por meio da gastronomia, mas também por meio do artesanato identitário e outras manifestações culturais, de registros audiovisuais do cotidiano da vida caiçara.

Nesta edição, serão 20 barracas onde os pescadores poderão vender porções e espetos de camarão rosa e sete-barba, porção de mandioca, porção de peixe frito, além de dois salgados à base de camarão previamente determinados e aprovados. Há, ainda, as barracas de doces.

A novidade é que os participantes poderão apresentar dois pratos, sendo que um dele pode ser de livre receita. Esse pedido foi feito à presidente da Fundacc, Silmara Mattiazzo, que abraçou a solicitação e promoveu um workshop pelo chef Ricardo Oliveira, do Bufett Império Kids.

Os pescadores e seus familiares tiveram a oportunidade de entrar em contato com novas receitas e fazer pratos diferentes. Entre as opções apresentadas estão creme de camarão, vatapá de camarão, camarão na mini moranga, cuscuz de camarão, escondidinho de camarão com abóbora cabotiã, moqueca de camarão com banana da terra, talharim de camarão e enrolado de camarão no palito.

Não à toa que a expectativa é a comercialização de cerca de 6 toneladas do crustáceo que é a sensação da festa. O presidente da Associação dos Pescadores do Camaroeiro, Glaidson Alves Macedo, explica que cada pescador vai comercializar os pratos com base no que conseguiu desde o fim do defeso.

Na Tenda de Artes, formada por seis estandes, será aberto espaço para 30 profissionais e convidados que trabalham com o artesanato identitário como forma de prestigiar o caiçara que busca manter a tradição do seu trabalho. Artesanato e Folclore

Para os apaixonados pela cultura caiçara haverá, ainda, apresentações tradicionais como Puxada de Rede, Samba de Roda, Festival e Corrida de Canoa Caiçara, Maracatu e Roda de Capoeira. (Confirma programação em anexo).

Homenagem

Este ano, a Comunidade Pesqueira da Praia do Camaroeiro escolheu como homenageado da festa o pescador Ivens Roberto de Assis, 45 anos, sendo que desde os 12 ele se dedica à profissão.

Música

Nesta edição, a programação musical também será variada para atender todos os gostos.  A presença certeira fica por conta da dupla Anna & Saulo que está fazendo maior sucesso na internet. Os dois se tornaram conhecidos do público pelas mashups (músicas criadas a partir da mistura de duas ou mais canções existentes) gravadas.

Confira a programação diária na Praça da Cultura

 

Dia 14, sexta-feira

Banda Revolusom (REGGAE)         às 13h50

Banda Lira Padre Anchieta              às 19h

Bichos da Costeira (REGGAE)         às 20h

Feira Livre (POP/ROCK)                  às 22h

Dia 15, sábado

Camerata de Cordas Fundacc          às 12h

Clube do Choro de Caraguá             às 14h

Zé Maria (FOLCLORE)                     às 15h

Orquestra Popular de Caraguá         às 19h

Mara Amaral (MPB)                          às 20h

Anna e Saulo  (Eclético)                   às 22h           

Dia 16, domingo

Banda Marcial de Caraguá               às 12h

Zé Maria (FOLCLORE)                     às 14h

Irlan Fidelis (SERTANEJO)              às 18h

Sabrina Cella (SERTANEJO)           às 20h

Guilherme Martinez (POP)               às 21h

Tribo Caiçara (FORRÓ)                    às 22h

Published in Culinária e Receitas